Voltar ao Site Principal

Logo Informativo
Numero Informativo

NOVEMBRO DEZEMBRO 2021

20 anos de pioneirismo, inovação e conquistas

CAPA

20 anos de pioneirismo, inovação e conquistas

InpEV celebra história de sucesso com inauguração de museu e novas instalações da primeira central de recebimento do país, em Guariba (SP)

Para comprovar a bem-sucedida história do inpEV e do Sistema Campo Limpo, a comemoração de seus 20 anos de atividade coincide com a superação de uma marca histórica: são mais de 650 mil toneladas de embalagens vazias de defensivos agrícolas corretamente destinadas desde 2002, quando o Sistema Campo Limpo começou a funcionar. Um programa que nasceu marcado pelo pioneirismo, colocando em prática o conceito hoje conhecido como economia circular.

 

Com a integração de todos os elos da cadeia agrícola (fabricantes, agricultores, distribuidores e poder público), o Sistema atingiu a liderança mundial ao encaminhar para destinação ambientalmente adequada (reciclagem ou incineração) 94% das embalagens plásticas primárias comercializadas no país. “O Sistema serviu de modelo para a Política Nacional de Resíduos Sólidos, marco regulatório fundamental para o setor, que entrou em vigor dez anos depois da fundação do inpEV”, destaca João Cesar Rando, diretor-presidente do Instituto.

 

“Por iniciativa das indústrias, o inpEV foi criado em 14 de dezembro de 2001, para fazer a gestão do programa de logística reversa. Do início até hoje, seguimos oferecendo referências para a concretização do conceito de ESG (sigla em inglês para boas práticas ambientais, sociais e de governança) e de economia circular, modelo perseguido pelas grandes corporações do século 21”, completa Rando.

 

 

Evento oficial

Um evento de comemoração para as associadas do inpEV acontece no dia 14 de dezembro, em São Paulo. Os 20 anos do Sistema Campo Limpo também estão registrados em novo vídeo institucional e no site que conta a história do programa e suas conquistas, mostrando os pilares que sustentam esse sucesso e os benefícios ambientais, sociais e econômicos dessa atividade. Leia mais em https://www.inpev.org.br/inpev20anos/

 

A cerimônia de inauguração das novas instalações da central de Guariba, onde tudo começou, acontecerá dia 17 de dezembro. Com a presença de autoridades e representantes dos elos da cadeia, a programação, transmitida às 11h30 pelo programa Dia Dia Rural do Canal Terra Viva, incluirá também a inauguração do Museu do Sistema Campo Limpo, que funcionará na central (leia mais sobre o museu).

 

“Temos muito orgulho das conquistas obtidas nessas duas décadas. Com todos os envolvidos fazendo a sua parte como determina nossa moderna legislação, foi possível colocar em prática uma gestão eficiente de todo o processo. Somando a isso ações de educação e conscientização, pudemos acumular resultados que contribuem para uma agricultura cada vez mais sustentável para o bem do planeta e das futuras gerações”, conclui Rando.

Novidades em Guariba

Em nova localização, a central de Guariba agora tem quase 1,2 mil m2 de área construída, aumentando a capacidade de destinação de 500 toneladas para 700 toneladas por ano. Além de ter layout adequado às melhorias de processos desenvolvidas ao longo dos anos, a central foi planejada de acordo com conceito de sustentabilidade. “A unidade terá uma miniusina fotovoltaica, que produzirá energia limpa para abastecer a central de Guariba e mais as unidades paulistas de Araçatuba, Araraquara, Ituverava e São José do Rio Preto. Com uma potência instalada de 38 mil kwh/ano, vai permitir grande redução de custo”, explica Weider Santana, coordenador regional de Operações do inpEV. Ele destaca que haverá esquema de captação de água da chuva para uso em sanitários e aquecimento solar para chuveiros dos vestiários. O inpEV também ficará responsável pela conservação de uma área verde municipal anexa à central, com mais de 3,5 mil m².

Modernizada, a central de Guariba acompanhou todas as fases do Sistema Campo Limpo, e representa o permanente investimento em inovação que resulta em mais eficiência para o programa de logística reversa. Um exemplo é a implantação do Projeto de Rastreabilidade, que adota padrão global de automação para acompanhar todo o percurso das embalagens, levando a aumento de produtividade e ausência de erros. Este projeto foi escolhido o melhor na categoria Sustentabilidade no Prêmio de Automação 2021 da GS1.

 

 

 

 

 

 

Todos temos orgulho do inpEV. As entidades que formaram a CropLife Brasil, há dois anos, são parceiras desde o nascimento do Instituto e parte de nossas associadas foi fundadora do Sistema Campo Limpo. O inpEV é um exemplo para o mundo e demonstra a capacidade que os brasileiros têm de estar na ponta da tecnologia e da competência. É um dos símbolos de instituição sustentável, na prática. Seus índices de recebimento e reciclagem de embalagens vazias estão acima de todos os outros países. Vejo um futuro de crescimento e capacidade de atingir índices ainda mais altos de competência.

Christian Lohbauer, presidente-executivo da CropLife Brasil

A parceria com o inpEV por meio da reciclagem concretiza a economia circular e gera uma nova cadeia produtiva, que cria empregos e renda, além de proteger o meio ambiente. O trabalho tem sido realizado de forma exemplar, desde a organização do inpEV, o suporte que nos proporciona, a comunicação eficiente entre os envolvidos até o grande volume de embalagens que vêm sendo transformadas. Essa transformação é o futuro, tornando o mundo mais sustentável. Essa parceria permite que nossa agricultura continue pujante e o nosso planeta limpo.

Adilson Valera Ruiz, diretor da Plastibras Dutos Corrugados

Marcos Penido, secretário de Estado de Infraestrutura e Meio
        Ambiente de São Paulo

A Cimflex nasceu em 2004 para atender à demanda do inpEV na Região Sul do Brasil. Nesse período, a relação só se fortaleceu e o trabalho do Instituto e seus parceiros tornou-se referência mundial, utilizado como modelo em estudos nacionais e internacionais sobre logística reversa e economia circular. Estamos orgulhosos de fazer parte. Diante do crescimento da conscientização sobre a necessidade de adotar a economia circular, vejo um futuro promissor para o inpEV, seus parceiros e demais setores que já implantaram ou estão em processo de implantação de programas de logística reversa.

Ricardo Jamil Hajaj, diretor-executivo da Cimflex.

Deputado federal Alceu Moreira, presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária

O Sistema Campo Limpo há 20 anos é um dos nossos maiores exemplos da importância de articular esforços entre os elos em prol do desenvolvimento sustentável do agronegócio brasileiro. Nesta dinâmica, o papel do distribuidor de insumos vai além da conformidade. Junto ao produtor rural, sua missão é atender o desafio de produzir mais, em harmonia com os recursos naturais e com objetivo de criar comunidades social e economicamente fortalecidas. Parabéns a todos os elos responsáveis por este modelo de gestão, contribuindo para que a agricultura brasileira atinja cenários de destaque em produção sustentável.

Paulo Tiburcio, presidente-executivo da Andav (Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários)

Márcio Lopes de Freitas presidente do Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras)

Nesta comemoração, sinto um orgulho enorme ao ver de onde saímos, aonde chegamos e onde estaremos nos próximos anos. Como coordenador regional de Operações desde o início, tive o privilégio de ter colocado a mão na massa na organização dos elos da cadeia e ajudado no crescimento do Sistema Campo Limpo. Acredito que o caso de sucesso da logística reversa das embalagens vazias de defensivos agrícolas ainda vai ajudar muito o Brasil na destinação correta de outros resíduos sólidos.

Hamilton Rondon Flandoli, coordenador Regional de Operações do inpEV

Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura e coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas

É gratificante participar desses 20 anos de trabalho no inpEV. Sinto muito orgulho do trabalho realizado e dos resultados obtidos nessa trajetória de sucesso, que todos ajudamos a construir. Os valores do inpEV são meus valores pessoais. Assim, é muito bom desenvolver meu trabalho com liberdade e confiança de que as atitudes estão corretas e “em linha” com o que é esperado desta colaboradora. Me sinto sempre desafiada e isto contribui muito para meu desenvolvimento pessoal e profissional. É muito bom fazer parte da família inpEV.

Rosangela Soto, coordenadora regional de Operações do inpEV

Paulo Tiburcio, presidente executivo da Andav (Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários)

O Sindiveg e suas associadas apoiaram a concepção deste sistema pioneiro de governança com responsabilidade ambiental, que hoje é uma referência mundial de como diferentes elos do setor, incluindo a indústria, podem contribuir com uma produção de alimentos seguros de forma sustentável. Há 20 anos, os conceitos de ESG eram um desejo aspiracional. Hoje, são requisitos para a sobrevivência de um negócio. O Sistema Campo Limpo foi criado para resolver um problema, originalmente, ambiental, mas se tornou uma demonstração da responsabilidade da indústria de defensivos agrícolas com o meio ambiente e com o futuro da humanidade.

Eliane Kay, diretora executiva do Sindiveg (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal)

Paulo Tiburcio, presidente executivo da Andav (Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários)

A Aenda está com o inpEV desde seus primórdios. Acompanhamos todo o árduo trabalho em promover o esforço de indústrias, distribuidores, revendedores e agricultores para construir o sistema de recolhimento, devolução e destinação correta das embalagens vazias de defensivos agrícolas. Um trabalho que colocou o Brasil como o país mais eficiente neste tipo de tarefa. A Aenda tem muito orgulho em participar do inpEV e deixa registrado os parabéns pelo legado deixado até agora pelo Instituto.

Tulio Teixeira de Oliveira, diretor executivo da Aenda (Associação Brasileira de Defensivos Pós-Patente)

VEJA TAMBÉM NESTA EDIÇÃO

20 anos dedicados à agricultura sustentável

CENTRAL DE CAMPO GRANDE (MS) FOI UMA DAS 164 UNIDADES QUE PARTICIPAM DA SIPAT DO SISTEMA CAMPO LIMPO

Sipat demonstra foco do Sistema Campo Limpo em saúde e segurança

FACHADA DO POSTO DE PALMEIRAS DAS MISSÕES (RS), QUE PREVÊ RECEBER 450 TONELADAS DE EMBALAGENS EM 2022

Tecnologia agiliza processo em maior posto de recebimento do RS

CARLO PEREIRA, DIRETOR-EXECUTIVO DA REDE BRASIL DO PACTO GLOBAL

Pacto Global da ONU é maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo

Museu do Sistema Campo Limpo é inaugurado em Guariba (SP)

Museu do Sistema Campo Limpo é inaugurado em Guariba (SP)

CADERNO DISTRIBUÍDO AOS PROFESSORES QUE PARTICIPARAM DA EDIÇÃO PEA 2021

Ações educativas do inpEV preparam futuras gerações para cuidar do planeta